Diretor Espiritual da RCC-DF Pe Wilker Bandeira esteve nesta manhã, no 33º Rebanhão para conduzir a adoração aos cristãos que chegavam no Ginásio Nilson Nelson. Ele proferiu a palavra em cima da passagem de (Ap 4, 10-11) que diz: “Os vinte e quatro anciãos prostravam-se diante do que estava assentado sobre o trono, e adoravam o que vive para todo o sempre; e lançavam as suas coroas diante do trono, dizendo: Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.”  Deus não olha os nossos pecados, e sim o nosso coração. O trono está passando em nossas vidas, Deus toma de conta de todas as coisas visíveis e invisíveis, devemos buscar as coisas do alto. Todos, nós que buscamos as coisas do alto precisamos deixar tudo na adoração ao Senhor.

Wilker ainda pediu: “Que este momento da adoração, seja novamente o primeiro contato com o Senhor. Devemos vencer o mal e as obras do maligno pela adoração. Adorar exigi amor extremo, sem reservas para se encher do amor a Deus, reconhecer o nada como cada criatura que somos. Por que devemos adorar? Para reconhecer que Ele é o Salvador que Ele tudo pode. A visita ao Cristo sacramentado é um momento essencial na vida do cristão, estamos diante do Senhor e mesmo sem ver, podemos sentir, no momento que estivermos diante do Santíssimo Sacramento devemos nos entregar, pois mesmo tendo muitas marcar e feridas devemos ter um encontro com Ele para ser curados”.

No amor de Deus estaremos libertos de toda a negatividade.  Devemos confessar a nossa gratidão pela adoração. “Hoje vocês se manifestarão pela gratidão. O Senhor é nosso pastor e nós somos as ovelhas. Que possamos professar a verdadeira adoração à Deus. O Pai procura os verdadeiros adoradores, que possamos ser cheios do Espírito Santo para vivenciar este momento”.

No momento da adoração Deus tocou várias pessoas que precisavam sentir novamente o seu amor.

Flavia Ferrer

Ministério de Comunicação da RCC-DF

Adoração