Carismáticos de todo o Brasil celebraram com grande alegria a Santa Missa na noite deste sábado (09) durante o Congresso Nacional. A celebração foi em ação de graças pelos 25 anos de ordenação episcopal de Dom Alberto Taveira, assessor eclesiástico do Movimento.

Junto do bispo aniversariante, concelebraram Monsenhor Jonas Abib, fundador da comunidade Canção Nova, e Pe. Eduardo Dougherty, presidente da Associação do Senhor Jesus.

Durante a homilia, Dom Taveira incentivou os participantes a perceberem onde está a ação de Deus. “O Espírito Santo age no mundo e precisamos identificar aquilo que a Igreja ensina. Quando você se confessa, o sacerdote impõe as mãos sobre a sua cabeça observando que o Espírito é derramado para o perdão dos pecados. É pela ação do Espírito Santo que acontece a mudança do corpo e sangue do Senhor”, explicou.

“O Espírito sopra onde quer – continuou –, Ele concede os seus dons, não na medida da nossa capacidade, por isso que digo que tudo o que se fez ao longo desses 25 anos, eu passo logo ao dono da graça que é o Senhor. Não é uma carreira, mas é um dom. Tudo o que Deus fez foi infinitamente desproporcional ao que eu poderia ter oferecido”.

Diante de seu testemunho, o bispo ainda ressaltou: “O Espírito age, mas Ele quer que nós nos abramos para sua ação. Nessa radicalidade, é bom que nos perguntemos: que frutos as pessoas estão colhendo de nós? De nosso Grupo de Oração?”.

No encerramento da homilia, Dom Taveira convidou Monsenhor Jonas Abib para conduzir uma oração de derramamento do Espírito Santo. “Eu quero pedir hoje essa unção do Espírito, menos estrutura, menos organização, e mais unção”, disse Dom Taveira. Em seguida, orou Monsenhor Jonas: “Que tenhamos uma nova unção do Espírito, que voltemos às primícias, que voltemos ao nosso ardor”.

Ao final da Celebração, a presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Katia Zavaris, agradeceu a Dom Alberto por ser “um pai espiritual da RCC”. Após sua fala, o coordenador nacional do Ministério Cristo Sacerdote, Pe. João Paulo Veloso, leu uma homenagem, em nome de todo o Movimento, para o assessor eclesiástico.