A Santa Missa do 1º dia foi celebrada pelo bispo auxiliar de Brasília Dom José Aparecido. A Primeira Leitura do Livro do Eclesiástico ( Eclo 27,5-8) foi os seguintes versículos: “Quando a gente sacode a peneira, ficam nela só os refugos; assim os defeitos de um homem, aparecem no seu falar. Como o forno prova os vasos do oleiro, assim o homem é provado em sua conversa. O fruto revela como foi cultivada a árvore; assim, a palavra mostra o coração do homem. Não elogies a ninguém, antes de ouvi-lo falar; pois é no falar que o homem se revela”.

O Evangelho de hoje foi proclamado em cima do livro de Lucas (Lc 6,39-45). Naquele tempo, Jesus contou uma parábola aos discípulos: “Pode um cego guiar outro cego? Não cairão os dois num buraco? Um discípulo não é maior do que o mestre; todo discípulo bem formado será como o mestre. Por que vês o cisco que está no olho do teu irmão, e não percebes a trave que há no teu próprio olho? Como podes dizer a teu irmão: ‘Irmão, deixa-me tirar o cisco do teu olho’, quando não percebes a trave no teu próprio olho? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho, e então poderás enxergar bem para tirar o cisco do olho do teu irmão. Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons.44Toda árvore é reconhecida pelos seus frutos. Não se colhem figos de espinheiros, nem uvas de plantas espinhosas. O homem bom tira coisas boas do bom tesouro do seu coração. Mas o homem mau tira coisas más do seu mau tesouro, pois sua boca fala do que o coração está cheio”.

Em sua homilia Dom Aparecido solicitou que os fiéis possam deixar ser iluminados pela presença de Deus. “Deixe a palavra de Deus iluminar seu coração para sanar seus conflitos.”

Quando estamos em Comunhão nada pode nos separar do amor de Cristo. Ele é um Deus de amor e misericórdia. “Neste evangelho de hoje Ele nos ensina que possamos deixar nossa casa iluminada. Jesus Cristo pede para honrar seu pai e sua mãe este é o maior mandamento”, destacou.   

O arcebispo ainda fez um alerta: “Quanto mais eu percebo que eu estou no caminho certo, Jesus derrama sempre o seu amor e limpa os seus pecados”.

E pediu que possamos ser mais coerentes com o Senhor. “Ser coerente com Cristo, esta é a finalidade que o Senhor nos pede. Quando entendemos e entramos nos valores Dele podemos dizer que estamos realmente sentindo seu amor”.

A boca fala daquilo que o coração está cheio, não seja tomado pela irá em certos momentos. Papa Francisco fala que para convivermos bem em família precisamos usar três palavras mágicas, ‘por favor, obrigado e desculpas’. “Aquilo que saí de nossa boca é do que o coração está cheio, amar a Deus sob todas as coisas é o mandamento mais essencial, o Senhor pede para serem gratos, e ser grato é expressar a sua gratidão em forma de amor, adoração, de boas obras, sem gratidão não há céu, sem gratidão a Santa Missa não tem valor, como é bom ter um coração cheio de gratidão como é bom reconstituir o amor de Cristo pela gratidão. O evangelho de hoje é bom para preparar a todos para os próximos dias de penitência”, afirmou.

Dom Aparecido proclamou em sua homilia o quanto somos pobres para enxergar o tamanho do amor que somente Deus tem por todos nós. “Deus que veio até nossa pobreza é a terceira pessoa da santidade que vem nos curar, curar de nossos pecados e de nossas feridas. Quando eu estiver sem capacidade de ver o seu amor, que ele possa na oração abrir o meu coração para sentir novamente o seu amor. E por fim, o pastor do Senhor pediu muito Jejum, oração e penitencia para vivermos bem a quaresma que logo será iniciada.

Flavia Ferrer

Ministério de Comunicação Social da RCC-DF