familia

 

O Catecismo da Igreja Católica (CIC) – documento onde há todas as instruções necessárias para o conhecimento e vivência da Fé Católica, no parágrafo 2204, conceitua a família cristã como uma revelação e atuação específica da comunhão eclesial, que também, por isso, se pode e deve chamar Igreja Doméstica. “É uma comunidade de fé, de esperança e de caridade. Na Igreja, ela tem uma importância singular”.

A Igreja Católica ainda cita no livro que um homem e uma mulher unidos em casamento formam com seus filhos uma família (parágrafo 2202 do CIC).

Em Brasília, o trabalho pastoral voltado para as famílias é feito, na RCC, com a liderança do casal Valdo Braga Landim, 41, e Sandra Calixto da Silva Landim, 35. Eles são os coordenadores do Ministério para as Famílias RCC Brasília, desde outubro de 2011, a convite do ex-presidente do Conselho Distrital Herculano Marinho. Este ministério surge para combater em favor às famílias.

Para o coordenador, Valdo Landim, o ministério age de acordo com a realidade local de cada cidade e em comunhão com o Bispo e o pároco. Os projetos são desenvolvidos conforme orientações contidas no projeto Nacional para o Ministério das Famílias, editado pela RCC. “São feitas atividades específicas dando ênfase ao acompanhamento e escuta de casais, jovens vocacionados à vida familiar, aos viúvos e às famílias incompletas, motivando os mesmos a participarem do Grupo de Oração em sua região”, afirma Valdo Landim.

De acordo com a realidade de cada local, em comunhão com o Bispo e com Pároco, procuramos desenvolver, conforme orientações contidas no Projeto Nacional para o Ministério para as Famílias, atividades específicas dando ênfase a escuta, acompanhamento e escuta de casais, jovens vocacionados à vida familiar, aos viúvos e às famílias incompletas, motivando os mesmos a participarem do Grupo de Oração em sua região.

Os atuais desafios para o ministério são a implantação do mesmo em todos os Setores do Distrito Federal e o desempenho de atividades em cada Setor por meio da liderança a nível setorial.

Para os coordenadores, o ministério representa uma grande oportunidade de se trabalhar dentro das famílias questões que muitas vezes tem desestruturado alguns lares, como a afetividade, sexualidade, educação dos filhos e a cultura de pentecostes na vida familiar. “Há, ainda, a possibilidade de convidar as famílias para participarem do Grupo de Oração”, diz Sandra Landim.

O lema do ministério para as Famílias é “Família, esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé!”. Para participar do ministério é bem simples. É só entrar em contato com o Coordenador do Grupo de Oração ou o Coordenador Setorial e posteriormente será encaminhado ao responsável pelo ministério na localidade em que mora para conversar e conhecer o trabalho e a importância do mesmo.

Momento com os Coordenadores

  • Desde quando estão na coordenação do ministério?

Estamos na coordenação desde outubro de 2011, a convite do ex-presidente do Conselho Distrital Herculano Marinho.

  • O que representa ser RCC para vocês? Como é a história de vocês com a RCC?

É ser igreja missionária e engajada com o projeto mais lindo de Deus: a família. Conhecemos a RCC através de um GO na Candangolândia, chamado Rainha da Paz. Mas foi através de um encontro de oração que verdadeiramente tivemos uma experiência com o Espirito Santo. Vale lembrar que é quando surge o namoro santo que futuramente se transformou em sacramento. Hoje, estamos casados há 13 anos. Tivemos quatro anos de namoro e noivado, vivendo a castidade.

  •  Qual lema de vida de vocês?

O nosso propósito é sermos um casal íntimo de Deus.

  •  Como coordenadores, qual é a palavra de ânimo que vocês diriam para aqueles do ministério quando enfrentarem momentos difíceis?

Quando iniciamos no Ministério, a palavra que nos norteava era: “Nasce uma nova geração de famílias, vivendo sob o senhorio de Jesus”. Sinta-se parte desta missão de evangelização. Ponha a mão no arado e não olhe para trás.