Os fiéis presentes no Nilson Nelson refletiram sobre as escolhas presentes na vida de um cristão.  A reflexão que encerrou a manhã de domingo do 31º Vem louvar, foi fundamentada no livro de Deuteronômio e fortalecida pelo testemunho de uma mãe, que hoje agradece a Deus pela vida saudável do filho, que poderia ter sido mais uma vítima do aborto.

 “Ponho diante de ti a vida e a morte, a benção e a maldição. Escolhe, pois, a vida para que a vivas tu e a tua descendência, amando a Deus, obedecendo à sua voz e apegando-te a Ele”  (Dt 30, 19-20)

“Com as nossas escolhas, construímos a nossa cidade, o nosso país, o mundo em que vivemos. O nosso matrimônio, a nossa vida profissional e a nossa rotina exigem que façamos preferências. E elas devem partir do nosso coração”, disse a presidente da Renovação Carismática Católica do Distrito Federal, Kédina Rodrigues, convidando o público a construir junto a Cruz de Cristo uma nova história.

2Em 2004, com quatro meses de gestação, Antônia Elisângela (40), acompanhava a gravidez de seu filho, quando em uma ecografia ficou sabendo que ele nasceria com microcefalia. “ O médico me disse que logo que o bebê nascesse, ele não sobreviveria e me sugeriu abortar”. Com a notícia, Antônia começou a participar no Grupo de Oração Sagrado Coração de Maria, da Paróquia São Francisco de Assis, na Expansão do Setor O, em Ceilândia.  Foi lá onde ela teve a confirmação que seu filho nasceria saudável, após uma pregação. “Meu coração já tinha decidido que eu não iria abortar e assim eu fiz”.

Antônia teve seu filho e ainda participa do Grupo de Oração em Ceilândia. “Através de toda essa tribulação, conheci o Senhor e sigo caminhando na sua graça e vejo a grandeza de Deus agindo poderosamente nas nossas escolhas. Ele está todo tempo conosco”, lembra. Hoje, Erik Vinícius tem 11 anos e segue uma vida saudável.

O momento foi encerrado com adoração ao Santíssimo Sacramento.

 

José Maciel – Ministério de Comunicação Social – RCC/DF