A primeira carta de São João no capítulo 4, nos versículos de 16 à 19, trata do amor que é a essência de todas as coisas e a essência de todas as coisa é Deus, que fez suas obras no mais profundo amor. Muitos tentam definir quem é Deus, dizemos Deus é bondade, Deus é misericórdia e até mesmo Deus é amor, mas sem entender a profundidade dessas afirmações, pois Ele é infinitamente mais do que imaginamos. Para que compreendamos melhor, podemos lembrar-nos de Moisés que questiona quem é Deus. E Deus lhe fala: Eu sou Javé! Ainda sim, nós jamais conseguiríamos dizer com certeza quem é Deus, mas São João se aproxima da definição.

A essência de tudo se resume no amor, como podemos confirmar na passagem de João capítulo 3, nos versículos de 16 a 21, onde vemos que em todo seu amor Deus envia seu filho único para nos salvar e para que todo que nele creia, não pereça, mas tenha a vida eterna. Deus em seu amor envia um filho que suou sangue e derramou seu sangue, um filho que foi obediente e obediente até a morte de cruz, que amou-nos e amou até o fim.

Quando amor se tornar algo difícil de viver em nossa frágil humanidade devemos pedir ao Espírito Santo que nos auxilie.  O Espírito de amor derramou seus dons e nos deu a graça de amar e servir aos irmãos, operando curas e milagres, mas para que isto aconteça é necessário ter vida de oração, vida de comunhão, unidade com o Espírito Santo, humildade e o mais importante, ter FÉ.

Hoje, Deus nos ama de tal modo que nem a morte nos separa de Seu amor, porque Ele é amor e seu Espírito Santo foi derramado e age dentro de cada um de nós. Quando fomos batizados, a criatura que erámos morre e um novo ser nasce, ressuscita em nosso coração. Na renovação carismática podemos sentir e viver a renovação constante desse Espírito Santo.

 O amor de Deus é que renova os nossos corações. O amor passa por dois processos, o primeiro é retirar as faixas que cobrem as feridas e o segundo nada mais é que deixar Jesus continuar curando, para que a obra seja completa e contínua. Mas precisamos entender que acontecerá na hora de Deus e pela cruz de Cristo é que seremos salvos. Precisamos caminhar no amor e na simplicidade, pois já não devemos mais temer a morte, nem  os homens, nem a vida e nem de qualquer situação, pois quem está a nosso favor é Jesus. Ele é a nossa força, Ele lança fora todo medo e venceu o maligno. Na natureza podemos perceber esse amor, a natureza se consome de amor por Deus e Deus se consome de amor por nós.  

Frei Hoslan finalizou sua pregação com uma enorme efusão do Espírito Santo que tocou todos os fiéis que estavam presentes no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

Ayodele Dias

Ministério de Comunicação Social da RCC-DF

Frei Hoslan em um momento de oração, na pregação que conduziu aos fiéis presentes.