Nosso solo sagrado hoje é o Ginásio Nilson Nelson, em particular fomos escalados na arena da ginástica artística ou olímpica onde me veio o versículo 5 de Êxodo 3: “… tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que te encontras é uma terra santa.”

Os atletas ao praticarem esta modalidade as fazem de pés descalços, assim fomos convidados a nos despojarmos diante de Deus: do nosso orgulho, pecado e apego as coisas do mundo para servir às crianças que lá viriam, muitas sem saber porque ali estavam. Como atletas que precisam de treino, força, agilidade, equilíbrio para vencer, da mesma forma o Espírito Santo nos capacitou com tudo isso e muito mais – porque somos “Herdeiros de uma promessa irrevogável.” Não estávamos sozinhos, uma constelação de anjos da guarda nos acompanhava naquele lugar abençoado, davam giros e saltos de alegria enquanto brincavam com as crianças. Nossa mãezinha do céu nos visitou logo no início da modalidade e lá estava ela de pés no chão consagrando nossos corações pequeninos, individual e coletivamente como medalhas ofertadas nas mãos de Jesus.

Pude perceber que quando as crianças chegavam a primeira coisa que elas faziam era tirar os sapatos, realmente elas eram dignas de tocarem aquele solo santo do evento.

A prática da ginástica olímpica costuma começar muito cedo para que os ginastas tenham um bom rendimento em suas apresentações. Observando isso pude perceber que Jesus nos chama a evangelizar as crianças porque ele precisa de um povo que desde muito pequenino conheça o seu amor, esse amor que coordenará toda a sua vida à santidade. Muitos são os benefícios de se conhecer Jesus quando ainda menino pois, Ele exige muito de seus adeptos: “que amemos uns aos outros.”
Seguindo as pegadas feitas pela equipe responsável pelos “adolessantos” me deparei com um esconderijo que preservava aqueles recém- jovens dos perigos do mundo. Um tesouro lindo estava ao alcance de todos que entrariam neles como um sopro de vida a fim de que tivessem nova vida se assim a desejassem. A vitória eterna.

Muitos obstáculos e barreiras não foram capazes de tirar o brilho daqueles atletas de Cristo ( Servos do Ministério para Crianças) pois o Senhor cuidava de cada detalhe, argola por argola Ele foi tecendo um cenário lindo, decorado em um círculo de crianças com o Espírito Santo ao meio. Algumas pontuações baixas nos deixaram tristes porque muitas crianças chegam até nós infelizes por suas famílias desestruturadas. Elas não são amadas como deviam e correm sérios riscos de lesões em suas pequenas almas.

Mas também é para isso que o Senhor designou o Ministério para Crianças que é acompanhar de forma adequada e minimizar o sofrimento dos seus prediletos.

Com acompanhamento musical passamos o dia 10 de dezembro de 2017 de muito louvor e adoração aquele que nos deu a vida e que nos faz cada dia mais saciados por vosso amor.

  1. Vem Espírito! Vem Louvar!

Eline – Setor 5