A missa de encerramento do segundo dia de Rebanhão foi presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Brasília Dom Marcony.

Em sua homilia Dom Marcony fez uma reflexão sobre a liturgia de hoje: A liturgia de hoje nos traz dois aspectos muito próprios e próximos da quaresma, que vamos celebrar. A palavra nos diz: ‘volta ao Senhor, retorne a Deus’. Nossa vida e nossas fragilidades nos levam a pecar, nos levam a cometer atos contra nosso Pai, mas se nossa felicidade e nossa alegria é Deus, devemos voltar para ele.

O perdão e a misericórdia de Deus nos tornam capazes de retornar ao seio da Igreja, a misericórdia e o perdão de Deus são infinitos, muitas vezes nós é que nos recusamos a receber esse amor. A nossa falta de humildade faz com que Deus se humilhe e se aproxime de nós e então que se dá o processo de conversão.

Quando sentimos que a nossa consciência está pesada, na nossa humildade e arrependimento como é bom ouvir que fomos perdoados, desculpados e amados. O perdão é sempre acreditar no outro, é dar uma chance ao outro, é um pequeno voto de confiança e na certeza disso, podemos cantar como o salmista: Ó justo alegrai-vos no Senhor, pois não há nada que nos deixa mais contentes do que perdoar e ser perdoado.

É assim que nos preparamos na quaresma, recebendo o Cristo que Deus nos deu em sua misericórdia. Jesus é face de misericórdia do pai. Uma vez um jovem vai a Jesus e lhe pergunta o que deve ser feito para ganhar a vida eterna e a resposta que foi dada aquele jovem é dada também a nós. Somos convidados a viver os 10 mandamentos, mas não basta só vive-los, é preciso olhar pra dentro de cada um de nós e perceber que uma coisa só nós falta, talvez, seja uma coisa em que nós temos apego, algo que nós colocamos a nossa segurança senão, em Deus, ou algo que tem nos distanciado de Deus.

Finalizou sua homilia pedindo conversão aos cristãos. Deus em sua misericórdia nos dá o tempo necessário para nossa conversão, pois não adianta ter toda riqueza do mundo se perdermos nossa alma. Somos capazes de abrir mão dos nossos apegos para seguir Jesus? Jesus nos convida neste Rebanhão a uma conversão do coração. Neste ano de modo especial, o Rebanhão mergulha nos 60 anos de evangelização, de nossa arquidiocese, assim sendo devemos estar atentos, pois não somos melhores do que quem está lá fora no mundo vivendo um Carnaval desregrado. Todos os dias Deus nos diz: “Vos falta alguma coisa! Converta-se!”

Ayodele Dias

Ministério de Comunicação Social da RCC-DF