A pregação do período da tarde foi proferida por Antonieta Sales, missionária da Canção Nova a palavra escolhida foi: Amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus (I Jo 4, 7 e 4,21).Nosso falar é um gesto de amor, nossas ações são um gesto de amor. Ame o próximo, ame o outro como Deus nos pede.

Quem não ama, não conhece a Deus. Deus é amor. Pergunte à sua alma se você conhece a Deus? O Espírito Santo te chama a ter responsabilidade. O caráter de Deus é amor, às vezes eu e você não consegue amar o próximo porque o caráter está corrompido. Levante a mão direita e peça para Deus limpar o seu caráter, limpe da inveja, das dores, vem com teu caráter curar o seu caráter. E Antonieta começou a invocar o Espírito Santo de Deus para manifestar nas pessoas do Ginásio Nilson Nelson.

E continuou sua pregação: Ele nos amou em tão ponto que deu seu Filho por amor a nós. Jesus Cristo foi manifestado por Deus em nosso meio, é o filho unigênito, é o único que reproduz na totalidade o caráter de Deus, Ele está em nosso meio neste momento. Só por meio de Jesus Cristo podemos ser filhos amados de Deus, só sendo filho que podemos ter a santidade.

Ele nos ensinou como devemos amar, caminhamos com Ele, mas mesmo assim, ainda não conseguimos amar de verdade, porque temos falhas, julgamos, porque temos cabeça dura. Amar o irmão é diferente de concordar com o irmão ou não, aquilo que nos prejudica podemos separar, mas não deixar de amar. Um bom exemplo, e atual foi a questão de política que fez famílias se separarem, brigarem, não podemos cair nessa. Não devemos virar a cara para o irmão por suas opiniões, assim não é ser um verdadeiro cristão.

Ás vezes o problema é conosco se for preciso buscar ajuda profissional busque. Marcos 12, 30 – faz um resumo dos mandamentos, amará teu Deus sob todas as coisas, não conseguimos amar o próximo, porque às vezes não nos amamos. O problema está em você e por isso, não consegue amar o outro, cresce na birra, está na hora de dar um bastar, de procurar ajuda, chegue no Grupo de Oração e fale qual a sua dificuldade.

Se nós tivermos a franqueza de abrir o nosso coração um com os outros estaríamos mais abertos, estaríamos com a vida fluindo melhor. Jesus Cristo nos dá um conselho todo aquele irmão que tratar o outro com raiva terá que responder no Tribunal, quem chamar o outro de imbecil deverá responder diante do sinédrio, quem chamar o outro de louco poderá ser condenado ao fogo do inferno, quando estiver levando a tua oferta ao altar, vai ter com o irmão primeiro, se conciliar e depois vai e deposita sua oferta ao altar. Precisamos repensar a nossa vida a este respeito.

Se eu conseguir buscar a Deus teremos um louvor livre, quem precisa dar a Deus o melhor somos nós, se eu me abro para uma cura interior, a graça vai me ajudar a ser curado e eu consigo amar o próximo melhor e a Deus.

Em meio a sua forte pregação Antonieta Sales deu seu testemunho ao público: “Me casei com um homem que me traiu muito, me separei e eu voltei para os braços do meu Deus, mas não conseguia perdoar. Em um dia no Cerco de Jericó, na Bahia eu vi a imagem do meu ex-marido cheio de sangue e Deus me falou que  quem Ele amava era o seu ex-marido e que eu não aceitava isso, e para me consolar o Espírito Santo veio me dizer pede um marido para Deus e não para você. E eu pensei: ‘É assim que o Senhor quer pega ele para o Senhor leva para Deus’. E nunca mais pedi o marido para mim, o ex voltou rendido, convertido de Deus, e tive a coragem de chegar na amante e dizer Deus te abençoe, liberei o perdão para a amante, por que não queria carregar mais este peso. Eu orava pedindo o perdão e ele também orava por mim pedindo o meu perdão, foi assim, que o Senhor me libertou e me deixou livre para amar uns aos outros. Faça essa experiência de amar uns aos outros com suas diferenças. Eu e você somos chamados a fazer a diferença através do amor de Deus fazendo isso tiramos um fardo das costas e conseguimos amar verdadeiramente”.

E com uma grande efusão do Espírito Santo a missionária Antonieta Sales finalizou seu momento no 33º Rebanhão do Distrito Federal.

Flavia Ferrer

Ministério de Comunicação Social da RCC-DF